Psicologia Felina



Alguns gatos podem apresentar comportamentos indesejados. Verifique o que pode ser feito para contornar a situação.

Agressividade com os Donos:
O motivo costuma ser medo, donos que se impõem demais e não dão espaço para o gato ser ele mesmo não costumam ficar impunes. O gato irá te tratar de forma parecida com como você o trata, seja mais gentil e tente estabelecer socialmente uma hierarquia entre o gato e as pessoas.

Agressividade com Estranhos e Outros Animais:
Medo e proteção do território são as causas mais comuns, mais uma vez ter uma hierarquia ajuda a mostrar ao gato o seu lugar, forçar encontros com estranhos e animais ajuda a torná-los mais rotineiros e menos hostis.

Destrutividade:
Ficar sozinho em casa é entediante e o gato fica extremamente ansioso pela sua volta. Se for ficar muito tempo fora programe de alguém ir visitá-lo e tente acostumá-lo a períodos sozinho gradualmente.

Comportamento Compulsivo:
Gatos de correm atrás do próprio rabo e insistem em lamber o chão estão com falta do que fazer. Pode ser falta de atenção do dono, pouca atividade física ou problemas neurológicos. Nos primeiros casos dar uma dose extra de atenção e convidá-lo para brincadeiras onde ele se exercite acabam com o problema, no segundo caso pode ser preciso medicamentos.

Agitação:
Ficar o tempo todo se enroscando nas pessoas, mordendo roupas, pulando e chamando a atenção são marcas da ansiedade e falta de atenção. A solução é incluir o gato em uma rotina saudável nada entediante, com brincadeiras, hora fixa de comer e muito carinho.

Fonte: Sindicato dos Gatos de Apartamento



12 comentários:

JuJu disse...

Só para vermos como o gato também possuí necessidades que vão além das materiais.
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

Anônimo disse...

Olá, meu gato tem urinado em minha cama quase que uma vez por semana...não consigo identificar o motivo pelo qual ele desenvolveu esse comportamento. Trata-se de um persa aduto, sem doenças renais ou no trato urinário, muito feliz e saudável, mas bastante medroso e muito apegado a mim: dorme comigo, vai ao banheiro comigo, não ficas longe de mim sequer por um único instanste em sua vida, salvo quando estou trabalhando (ou seja, durante as manhãs e tardes, nos dias de semana). Estou desesperada, pois o odor é desagradável e não posso comprar uma cama nova a cada vez que ele tornar a urinar. Por vezes ele o fez sobre roupas minhas que estavam no recamier...
Levei ao veterinário, que não soube me ajudar.
O animal é castrado e macho.
Se alguém puder me ajudar, agradecerei...
Abraços,
Nani

Anônimo disse...

Olá,o meu gato ontem teve um comportamento anormal,não é um gato muito meigo mas nunca me atacou.Sem qualquer provocação,assanhou-se,ficou com as pupilas muito dilatadas,o pêlo muito erissado e a cauda abanar com muita força.Investiu diversas vezes em direcção ao meu filho,não obedecendo nem a mim nem ao meu marido.
Ele não é castrado,e vive connosco à 12 anos.
Se puderem ajudar agradeçemos

Obrigado.
Manuela

Anônimo disse...

Olá!!! meu gato foi criado com sua irmã desde recém nascido cresceram ficaram adultos e a pouco tempo ela morreu envenenada ele sempre procurava ela nunca procurou outra gata, ele ficou depressivo c/ ausência dela estou c/ medo de soltar ele por causa do veneno e não sei o q/ fazer c/ a depressão dele ele ta sentindo falta dela, não entende o q/ ocorreu to mto nervosa c/ esta situação!
por favor me ajudem!

Anônimo disse...

eu tenho uma gata que é se assusta or muitoou por nada ela fez es nos uma cena daquelas só com um coberto e luvas e um de nos teve umataque de valentia alguma coisa ha assustou quando era pequena , por ele sempre levanta as patas e atcanos com unhas e dentes ate rosna e bufa nos sem termos feito alguma coisa ,alguem me pode ajudar

Ana Flávia disse...

minha gata karina esta muito estranha ultimamente a 1 ano ela teve filhotes como a gente tinha animais demais a gente doou 3 filhotes quando a gente ia doar a ultima ela era preta e por esse motivo a gente teve que ficar com preta o nome da gata preta e negrita a karina cuidou dela ate o aniversario dela ai ela ficou adulta e a karina a ignorou numa noite a gente ouviu um meado grosso e era a karina meu pai a briu a janela derrepente ela pulou com um rato na boca levou para a sala começou tentar fazer o rato mamar nele miando ela tipo que estev fala "mama aqui filhotinho" ela tava querendo adotar um rato e ela simplismente ignorou sua filhote negrita mas no dia ela tava bem estranha ela ficava com a lingua de fora e nao gosegui se mecher a gente tinha que levar para fazer a suas rotinas de gata por favor algue pode me explicar o que esta avendo?

Claudia disse...

Boa tarde, tenho dois gatos que inicialmente eram amigos e agora brigam violentamente entre eles o que posso fazer para que voltem a ser amigos?

Anônimo disse...

oi a minha gata sempre que eu estou deitado ela vem e tenta colocar a pata no meu olho, ela ainda e pequena tem uns 2 meses mas ela e muito inquieta e se assusta por tudo e por nada, ta sempre procurando os sítios mais difíceis para se esconder, esta sempre a ir pra onde não pode e é muito desobediente. Como faço para ela obedecer ás minhas ordens e parar de fazer oque eu não quero que ela faça?

Selo Unicef - Quiterianópolis disse...

Oi, Borges, boa noite!
Já estou ficando desesperada com o comportamento do meu gato, tomara que vc possa me ajudar a entendê-lo e a ajudá-lo. Ganhei o Safir (meu gato) quando ele tinha 3 meses. Ele era muito arisco, mas não de morder, nem arranhar, nem miar. Ele simplesmente corria e se escondia em lugares quase inatingíveis. No começo eu não me preocupei muito pq acreditei ser uma questão de adaptação, e, realmente, em pouco tempo ele se adaptou ao lugar e a mim. Ficou meigo e malandrinho! Era um moleque (ainda é). Entre o 6º e o 8º mês ele foi castrado (não lembro direito), e foi ótimo tudo. Não houve qualquer intercorrência nem durante e nem no pós operatório. Hj ele está com 1 ano e 3 meses, continua uma criança dengosa, manhosa, mega engraçado, apronta todas, é super esperto, e me faz rir muito. O único problema é que o comportamento dele com estranhos continua o mesmo de quando ele chegou aqui. Ele se esconde e só sai quando a pessoa vai embora. Se pego ele no colo e mostro pra visita, ele não faz nada. Mas qdo o coloco no chão ele volta a se esconder. Até a faxineira que vem de 15 em 15 dias, quando ela demora um pouco mais do que esse período ele se esconde e só sai qdo ela vai embora, e é pq ela é louca por gatos. Já fez de tudo para ele se acostumar com ela, mas ele é irredutível. Não acho normal ele se esconder e ficar sem comer, beber água, ou ir à caixinha de areia durante o dia inteiro, pq ela chega de manhã e só sai por volta das 18:00h. Não acho isso bom pra ele. Se ele escuta qualquer barulho do lado de fora da porta, como alguém se encaminhando pra cá, é o suficiente para ele se esconder. Pode ser apenas o zelador pra pegar o lixo, mas ele se esconde assim mesmo. Pq isso acontece? E o que eu posso fazer para ajudá-lo a agir normalmente, sem esses medos? Detalhe: moramos só eu e ele. Sei que isso provavelmente é um agravante, mas conheço várias pessoas que moram sozinhas com o seu gato e eles não fazem isso. Me ajudem, por favor!

Anginha2014 disse...

Eu tenho um gato que sempre foi muito educado e agora, devido estar com problemas no intestino, a maior parte das vezes ele faz cocô fora da caixinha e eu não o repreendo porque sei da dificuldade que ele tem e o quanto ele se sente mal por essa situaçao. Será que por isso os outros gatos passaram a agir de forma estranha ?

Anônimo disse...

Tenho 9 gatos. Todos viviam em perfeita harmonia, porem de julho/2013 para cá 5 dos nove passaram a ter um comportamento estranho. Na casa possuo 2 caixas sanitárias, as quais faço questão de mante-las sempre limpas e com areia nova. Entretanto, mesmo tomando esse cuidado, os 5 gatos passaram a fazer xixi nos lugares mais fora de propósito, entre eles: em cima do fogão, em cima do micro ondas, em cima dos moveis da sala, em cima da fruteira, na pia do banheiro, no quarto em cima dos moveis, nas paredes e para minha enorme supresa, dois deles chegaram a fazer xixi em cima de nós. Estavamos deitados, fazendo carinho no gato, de repente ele subiu em cima do meu estomago e como se fosse se ajeitar para dormir, mijou em cima de mim. Outro gato, quando minha irmã estava dormindo, fez xixi em cima da cabeça dela. Como os senhores podem constatar são comportamentos totalmente fora do comum. Todos são tratados com muito amor e carinho, inclusive um deles é o que eu dou mais atenção. Eu tenho um gato que sempre foi muito educado e agora, devido estar com problemas no intestino, a maior parte das vezes ele faz cocô fora da caixinha e eu não o repreendo porque sei da dificuldade que ele tem e o quanto ele se sente mal por essa situaçao. Será que por isso os outros gatos passaram a agir de forma estranha ? Voces saberiam me informar o que devo fazer para evitar esses comportamentos ? Antecipadamente agradeço.

dina gaspar disse...

Ola! so queria um esclarecimento, porque ando confusa e nao sei k fazer. O meu gato tem 1 ano e recentemente mudei de casa, para a casa dos meus pais, logo, para um sitio completamente diferente do que ele estava habituado, com muito mais trafico de carros e cães... O sitio onde estava era muito pacifico, onde ele andava à vontade. Tenho notado que ele anda sempre agitado, ja pouco me deixa tar com ele ao colo a fazer festinhas e ta me sempre a morder. O facto é que os meus pais tambem nao o deixam fazer nada do que eu deixava, nem nas cadeiras o meu zé pode ir e eu acho que ele sente isso e vinga se em mim.. Não sei o k hei de fazer. Agradecia resposta, Obrigada