Gatos: Uma Máquina Mortífera! ;)






ORELHAS>>>As orelhas dos gatos são instrumentos de audição e de equilíbrio. Enquanto humanos possuem seis músculos auriculares, os gatos têm 30, o que permite que movam as orelhas de forma independente. Isso facilita a identificação das fontes sonoras.


ÓRGÃO DE JACOBSON>>>Como outros mamíferos e a maioria dos anfíbios, os gatos possuem órgão vomeronasal, ou de Jacobson. Ele auxilia na percepção de odores e feromônios. Como o órgão fica no céu da boca, o gato contrai nariz e lábios para aspirar com mais intensidade.


OLHOS>>>
Adeptos de hábitos noturnos, os felinos possuem visão privilegiada. Não enxergam em escuridão total, mas vêem perfeitamente em ambientes com até um sexto da luz necessária para a visão humana. Isso se deve a uma membrana localizada atrás da retina. Ela age como um espelho e aumenta a reflexão da luz dentro do olho, ampliando a capacidade de visão.


CAUDA>>>Cerca de 10% dos ossos dos gatos estão nela. Observa-se em alguns felinos, como o guepardo, que a posição da cauda favorece movimentos durante as caçadas. Tanto para ganhar velocidade (quando alinhada ao corpo, diminuindo a resistência do ar), quanto no equilíbrio (esticada para o lado oposto ao de uma curva), a cauda favorece a manutenção do equilíbrio sem perda de velocidade.


NARIZ>>>Enquanto humanos têm cerca de cinco milhões de células receptoras, os gatos contam com 19 milhões. Associado à visão e à audição, o olfato é uma importante arma para identificar presas e inimigos a distâncias consideráveis.


BOCA>>>Carnívoros, os gatos possuem dentes desenvolvidos para matar e comer as presas. Os caninos são bem maiores que os demais, e os molares são pontiagudos, para destroçar a carne em pedaços fáceis de engolir. Na fase adulta, o gato possui 30 dentes permanentes. A língua é bem mais áspera e menos úmida que a de um cão. Essa característica ajuda a desprender com mais facilidade a carne dos ossos das presas.


BIGODES>>>Gatos possuem alguns pêlos diferenciados, mais longos e espessos, chamados de vibrissae ou pêlos táteis. Esses "bigodes" estão localizados na face, nas sobrancelhas e atrás das patas dianteiras. São compostos por material inerte e não contêm nervos, mas possuem células receptoras associadas a eles. São diferenciados dos outros pêlos do animal principalmente por possuírem cápsulas sangüíneas ligadas aos folículos, próximos à base de nascimento. Por serem extremamente sensíveis, esses pêlos auxiliam tanto na identificação de alguma presa quanto na percepção de espaço e direção.


UNHAS>>>Para eles, a principal utilidade das unhas é a defesa. Além de utilizá-las para um ataque ou caçada, os felinos desenvolveram, ao longo da evolução, a capacidade de retraí-las. Essa característica evita que se desgastem com o caminhar e ajuda a mantê-las sempre afiada.



Mesmo com essas peculiaridades, a amizade entre humanos e felinos é totalmente possível. Quando feita gradativamente, respeitando os limites dados pelo animal, a aproximação pode fazer dos gatos bichos dóceis e sociáveis. Uma forma fácil de interação é a observação da linguagem corporal. "Esfregar a cabeça, por exemplo, é um sinal de afeto, do mesmo modo que o piscar enquanto olha para alguém. Miados mais curtos são sons de felicidade, enquanto que pupilas dilatadas indicam medo. Se um gato estiver com os pêlos arrepiados e com a cauda ereta, indica medo e potencial agressão", diz Dodman.

Segundo Alexandre Rossi, especialista em comportamento animal e autor de livros com dicas de comportamento e adestramento, é importante lembrar que gatos são bichos de comportamento peculiar. "Há pessoas que levam um gato pra casa e esperam que ele se comporte como um cachorro, que não suba nos lugares e que obedeça a todas as ordens", afirma. No livro "Os Segregos dos Gatos" (recém-lançado pela Editora Globo), Rossi decifra algumas características específicas dos felinos. "O gato não obedece a uma ordem simplesmente por obedecer. Ele precisa confiar na pessoa e ter uma recompensa pela obediência. Enquanto os cães possuem predisposição natural para receber ordens, já que evoluíram de bandos em que a hierarquia era fundamental, gatos sempre foram caçadores solitários, nunca dependeram do grupo para sobreviver." Rossi também reforça a importância da educação do animal sem violência. "Cachorros são capazes de tolerar a agressão enquanto são adestrados e ainda assim continuam amando seus donos. Gatos, não."

A paciência com os hábitos felinos podem trazer recompensas para o dono. A primeira delas seria para a saúde. Segundo Dodman, os gatos ajudam a aliviar alterações negativas de humor em um nível equiparado apenas à companhia humana. Também auxiliam a diminuir a pressão arterial e o colesterol.



Fonte: Revista Galileu

12 comentários:

JuJu disse...

Só máquina, não! Para mim, o gato é o ser vivo mais bem "armado" que eu já vi! Seu post comprova isso.
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

Nina Victor disse...

Gatos são perfeitos!
Cada detalhe deles, para mim,
é motivo de encanto! :)

Luiza disse...

Não consegui ler tudo não, mas acho mesmo que os gatinhos são perfeitos mesmo.

Nina Victor disse...

Se são, Luiza!
Perfeitos e fofinhos! :)

Tudo ou nada ... disse...

Eles são perfeitos mesmo
Adoro seu blog
Adoro gatos
Bjos

Tudo ou nada ... disse...

Eles são perfeitos mesmo
Adoro seu blog
Adoro gatos
Bjos

Regina Bolico disse...

Oi Nina!
Uma das coisas que eu aprendi é que gatos são animais que merecem respeito, porque eles são muito especiais. Demonstram amor quando realmente amam. O que foi colocado no texto é uma verdade, algumas pessoas querem que eles se comportem como cachorros.
Já sabia que eles eram maravilhosos, mas desconhecia algumas das características descritas no texto.
Nina, enquanto te escrevo tem um gatinho em cima do computador, um na frente, outro atrás de mim e outro no sofá ao lado.
Beijos.

FABIO REMY disse...

GATOS É UMA PERFEIÇÃO DA NATUREZA EM TODOS OS Aspectos: COMPORTAMENTO, AÇÃO, OBSERVAÇÃO, COMPANHEIRISMO E BELEZA. VIDA LONGA AOS FELINOS.

FABIO R.

Nina Victor disse...

Luciano e Fábio:

Concordo com vocês. Costume dizer que Deus estava muito inspirado e feliz quando criou os gatos! :)


Regina, ter gatos por perto é uma dádiva. São animais dóceis, carinhosos e protetores. Não saberia viver sem eles.
Neste momento, estou com a Padme e a Durga ao meu lado: uma no puff e a outra na casinha! :)

Andréia Santana disse...

Ótima matéria!
Eles são perfeitos!
Sempre tive gato, desde de pequena, e detesto quando pessoas que não conhecem e nem entende eles, dizer que não gosta de gatos por serem animais "falsos". Eles não são falsos! eles são animais independentes e sinceros.
É como vc disse: "Eles são umas dádiva"
Bjos

Helio Jenné disse...

A grande verdade é que ter um gato em casa é sinônimo de alegria constante e muito companheirismo. Esses animais são maravilhosos! Beijo Nina!

Nina Victor disse...

Grande verdade, Helio.
Algumas vezes chego do trabalho chateada e cansada, mas é começar a interagir com as gatinhas que meu humor melhora. Sempre dou risadas com elas! :)