O Gato Idoso


O exame físico anual feito pelo seu veterinário e os exames complementares podem detectar precocemente algumas doenças comuns do gato idoso, como a inflamação da gengiva e tártaros dentários, que podem causar mau hálito severo, dor, dificuldade para mastigar o alimento e perda dos dentes.

O exame físico pode causar a presença de nódulos mamários em fêmeas, massas na pele ou na cavidade abdominal, aumento no volume de órgãos (fígado, baço, pâncreas) ou irregularidade na superfície (rins), aumento de linfonodos, alterações no batimento cardíaco, acúmulo de fezes intestinais, entre outros

De acordo com o problema de seu gato, o veterinário poderá solicitar testes complementares, como exame de sangue completo, teste para função hepática e renal, dosagem de glicose, exame de urina, eletrocardiograma, radiografias, ultrassonografia, exame histopatológico etc...

O médico veterinário é a pessoa mais preparada para indicar o tipo de alimento que seu gato deve comer. Alguns estudos científicos sugerem que gatos idosos devem ter uma dieta com menos calorias, com alta palatabilidade e digestibilidade, baixos níveis de proteína, fósforo e sódio, maior quantidade de vitamina A, E, B12, tiamina, piridoxina e fibras. Também são necessários níveis apropriados de zinco e ácidos graxos essenciais. Consulte sempre o seu veterinário.


Conforto para o velho amigo

Você poderá tomar algumas providências em casa que irão garantir o conforto do seu velho amigo. O gato idoso tem dificuldade de se adaptar às mudanças do meio ambiente e de sua rotina. A simples introdução de um novo animal na casa, a visita de crianças barulhentas, a ausência prolongada de seu proprietário ou mesmo uma mudança de casa são suficientes para causar estresse, que pode até precipitar o aparecimento de uma doença e levar à morte. Nem sempre podemos evitar tais situações, mas é importante saber que elas podem afetar negativamente seu animal.


Velho dorminhoco

Os gatos idosos dormem ainda mais do que antes e a sua necessidade de calor também aumenta. Por isso, reserve um cantinho da casa que seja aquecido e tranquilo para o repouso de seu "velhinho". A medida que o animal envelhece, seu corpo vai perdendo a flexibilidade, ficando mais difícil cuidar da pelagem, mesmo nos lugares mais accessíveis. Em breve a pelagem perde o brilho e começa a ficar com uma aparência mal cuidada. Escove seu "velhinho" diariamente e passe um pano úmido na região genital. Ele vai se sentir bem melhor e agradecido! Corte também as unhas regularmente, para evitar que cresçam em excesso e perfurem o cochim plantar (as almofadas sob as patas) e a pele. Preste atenção se o seu gato está com dificuldades para entrar na bandeja sanitária. Muitas vezes a presença de urina e fezes fora do lugar pode indicar este problema. Consulte o seu veterinário para excluir a presença de doenças que podem causar este mesmo comportamento e providencie uma bandeja sanitária mais acessível. Verifique se o seu gato está defecando regularmente e se as fezes estão normais. Os gatos idosos têm tendência à prisão de ventre e podem ficar sem defecar por vários dias. Consulte imediatamente o seu veterinário caso isso aconteça.


Texto: PetSite
Imagem: Petra Elster





6 comentários:

Anônimo disse...

Me chamo Dayane,minha gata Buba,nossa nao to conseguindo nem digitar...Ela tem aproximadamente 18 pra 19 anos vem acompanhando minha tragetoria,minhas lagrimas e minhas vitorias.Aproximadamente cinco dias ela esta totalmente debilitada,nao se alimenta nem consegue levantar para fazer suas necessidades fisiologicas e emagrece a cada dia...uah...dificil...
Quando chorava ela vinha de encontro ao meu rosto secar as lagrimas com sua lingua aspera,hoje apenas fixa seu olhar impossibilitada de qualquer reacao...Sei que ira partir a qualquer momento..mais e algo que foge da minha realidade,nao me vejo pegango seu corpinho para enterra-la.DOOOOIIII MUITOOO!

Cristal disse...

Olá, meu gato está muito doente a base de soro. Ele conseguiu chegar aos 21 anos, é uma vida junto comigo e sei que vou perde-lo e minha tristeza é enorme. Ele é um persa, perdeu a pelagem só dorme e está pele e osso mesmo com todo tipo possível de alimentação que o ofereço. É muito triste vê-lo assim temos uma ligação muito forte desde que ele nasceu até acredito que ele tenha durado tanto devido ao nosso amor. Mas ele vai partir e eu vou ficar e terei que continuar a vida. Tenho mais dois gatos maravilhosos, companheiro, mas não é a mesma coisa que esse meu primeiro gato já tão avançado em idade, nada o substituirá.

Cristal disse...

Olá, meu gato está muito doente a base de soro. Ele conseguiu chegar aos 21 anos, é uma vida junto comigo e sei que vou perde-lo e minha tristeza é enorme. Ele é um persa, perdeu a pelagem só dorme e está pele e osso mesmo com todo tipo possível de alimentação que o ofereço. É muito triste vê-lo assim temos uma ligação muito forte desde que ele nasceu até acredito que ele tenha durado tanto devido ao nosso amor. Mas ele vai partir e eu vou ficar e terei que continuar a vida. Tenho mais dois gatos maravilhosos, companheiro, mas não é a mesma coisa que esse meu primeiro gato já tão avançado em idade, nada o substituirá.

Cristal disse...

Olá, meu gato está muito doente a base de soro. Ele conseguiu chegar aos 21 anos, é uma vida junto comigo e sei que vou perde-lo e minha tristeza é enorme. Ele é um persa, perdeu a pelagem só dorme e está pele e osso mesmo com todo tipo possível de alimentação que o ofereço. É muito triste vê-lo assim temos uma ligação muito forte desde que ele nasceu até acredito que ele tenha durado tanto devido ao nosso amor. Mas ele vai partir e eu vou ficar e terei que continuar a vida. Tenho mais dois gatos maravilhosos, companheiro, mas não é a mesma coisa que esse meu primeiro gato já tão avançado em idade, nada o substituirá.

Anônimo disse...

O meu gato já está com 18 anos (eu acho). Ele está muito magro, pele e osso, mas tem uma fome de leão e bebe muita água. Minha preocupação é com as fezes dele que está com sangue em todas as vezes que ele defeca. O veterinário fez o exame de próstata, porém não detectou nenhuma alteração. Não sei o que faço, estou pensando em mudar de veterinário. Por favor me dê uma dica.

Marcus disse...

Ajude-me! Meu gato já tem uns 18 anos de vida, é o mais velhos dos quatros (perdi um por chumbinho). Eu já o levei ao veterinário, ele pediu vários exames e todos deram normal. Porém, de uns dias adiante meu gato, Many, que já estava muito magro, mesmo comendo feito um porquinho, teve diarreia crônica, fezes bastante aguada. Dei Afectrim, mas já tem dois dias que ele continua a mesma coisa. O veterinário me disse que era da idade ter esses problemas, entretanto, eu não quero perder o meu gato por uma doença, quero que ele morra de velhice mesmo, quando o coração dele não aguentar mais. O que eu faço? Isso é comum, gatos idosos serem muito magros (alguns)? O que faço para ele engordar?